quarta-feira, 25 de abril de 2012

Uma escolha certa ou errada ? Já nem sei !!!



Até os cravos se vestem de luto, por saberem que a "fama", lhes custa o peso do sofrimento do povo nos dias de hoje.

Ditadura (moderada), com pão, trabalho e educação ou Liberdade (Democracia), quando nos tiram o pão, o trabalho, o direito à saúde e a uma velhice digna e como se tudo isso não fosse mais do que suficiente, nos dizem para saírmos do nosso País, se quisermos ter emprego e uma vida melhor.
Qual seria a melhor escolha ?
Liberdade pensarão muitos, mas cuidado que esta Liberdade já começa a mudar senão vejamos:
Se temos um carro que é nossa propriedade, pagamos impostos para circular nas estradas, mais portagens, combustíveis incomportáveis e ainda por cima, não podemos fazer o que queremos dentro daquilo que nos pertence, porque (e embora saiba que o Tabaco prejudica a saúde) somos "proibidos" por Lei se fumarmos dentro do nosso carro.
Se somos Livres nós é que devemos de modo proprio tomar as nossas decisões, dentro daquilo que é nosso, desde que se respeite a liberdade dos outros.
Será que somos assim tão livres como pensamos ?
Ou só porque posso estar a escrever estas palavras e antes não o poder fazer deste modo, me sanará todos os outros "prejuizos" que essa mesma Liberdade nos dá ?
Se tiver o azar de passar numa manifestação de rua, tenho de olhar para todos os lados a ver senão vem um bastão ou algo parecido direito a mim, porque tive a pouca sorte de passar no sitio errada à hora errada.
Se for professora não posso penalizar um aluno por mau comportamento porque sou suspensa, mas alunos podem levar professores ao suicídio.
Se precisar de me socorrer de um hospital e não tiver dinheiro morro à porta do mesmo ?
Se quem manda na minha casa são uma meia dúzia de Senhores de uma Europa Unificada onde eu sou uma marioneta, porque os padrões são impostos pela mesma.
Se antes os soldados eram obrigados a ir defender "as nossas colónias", onde se instalaram milhares de Portugueses para lá fazerem as suas vidas e ajudarem a progredir esses países,  logo eram esses compatriotas que eles íam defender.
Hoje, vão para o Iraque, Afeganistão, Israel, e agora (parece irónico) vão para a Guiné, defender, lutar e morrer, por "Guerras" feitas pelas grandes potencias Mundiais, que nada têm a ver connosco. As Guerras nem são nossas.
Gostaria e teria muito mais para escrever mas, para além de nada adiantar,  é melhor ficar-me por aqui, porque como eu não acredito assim tanto na Liberdade que tenho, e como não há PIDE mas,  há outros Serviços de Autoridade Secretos e processos de saberem o que fazemos e escrevemos, podendo assim, com toda a facilidade nos identificarem, tenho "MEDO" - sim porque até os corajosos já começam a sentir de novo o Medo - de poder sofrer represálias, por UTILIZAR a Liberdade (condicionada) com o direito que me assiste como Cidadã deste País Democrático.
Como diria a minha avó "não vá o Diabo tecê-las" !!

MC